por Alex

como seria se uma fera gigantesca
se precipitasse sobre mim
e levasse consigo toda a sujeira
a fragilidade e o medo

alimentada, pois, das indecências de minh’alma, partiria
em busca de um outro quem
jamais tão crasso e imundo quanto eu

lamentaria um dia, a fera
nunca mais ter encontrado
outra tão perfeita vítima
de espírito tão puramente vil
lamentarei eu, ter perdido tudo
de que era mais unicamente meu

e seguirei completamente vazio
dentro de mim um pequeno espaço
assombroso, tênue e exangue
donde antes se podia ver perfeitamente
os olhos de uma gigantesca fera

Anúncios